Home

Projeto Eu Tenho Voz na Rede
promove ações on-line para prevenir e combater o abuso sexual de crianças e adolescentes

Projeto Eu Tenho Voz na Rede

O Instituto Paulista de Magistrados (IPAM) lançou o Projeto Eu Tenho Voz na Rede, versão EAD e on-line do projeto Eu Tenho Voz que já é realizado de forma presencial pelo Instituto desde 2016, cujo objetivo de prevenir e combater o abuso sexual de crianças e adolescentes.

A nova modalidade digital é uma variação e extensão do projeto original. Suas principais ações, antes realizadas presencialmente para o público alvo, foram adaptadas à nova realidade. Realidade esta que obrigou todos os segmentos da sociedade a promover renovação e adaptação em suas ações, diante do distanciamento social provocado pela pandemia. Com o IPAM não foi diferente.

Por meio de sistemas remotos EAD e on-line, através de plataforma própria, o IPAM busca garantir que o Projeto Eu Tenho Voz na Rede, sem perder o objetivo e a qualidade dos resultados do projeto original, possa informar e sensibilizar crianças e adolescentes sobre a violência e o abuso sexual, assim como capacitar os professores e educadores das escolas do Ensino Fundamental I e II e dos centros comunitários para identificação precoce e acolhimento das vítimas.

Falando especificadamente sobre as ações modificadas para a versão NA REDE, promoverá a capacitação dos educadores das escolas que receberão o Projeto, através do Curso de Capacitação Básica no Combate e Prevenção ao Abuso Sexual Infantil, na modalidade EAD, com formação de turmas e certificação oficial, através da plataforma de cursos do IPAM. O instrumento de sensibilização para as crianças conta com quatro vídeo narrativas (Marcas da Infância: Vozes na Nuvem), especialmente criadas pela Cia NarrAr Histórias Teatralizadas para o projeto, que abordam o tema do abuso sexual infantil em linguagem adequada para várias faixas etárias. As vídeo narrativas serão apresentadas nas escolas públicas, com a presença das crianças e seus professores, já capacitados pelo Curso de Capacitação Básica, e com a participação on-line dos juízes e demais voluntários do projeto, que promoverão um debate com os professores e alunos, orientando sobre as formas de violência e os caminhos para denúncia e solução. Na mesma ocasião será feito o acolhimento de vítimas que queiram denunciar as situações de violência.

O novo sistema trará também várias possibilidades positivas como, por exemplo, chegar a lugares distantes e atingir um maior público, levando a sua mensagem fundamental que é a informação e prevenção contra os abusos sexual, físico e psicológico cometidos contra crianças e adolescentes.

Assista ao Vídeo

Reproduzir vídeo

Vídeo Narrativas

Marcas da Infância: Vozes na Nuvem

Reproduzir vídeo

Turbulência

Faixa etária: a partir dos 7 anos

Reproduzir vídeo

História de Marias

Faixa etária: a partir dos 12 anos

Reproduzir vídeo

A menina invisível

Faixa etária: a partir dos 7 anos

Reproduzir vídeo

A fada e a sombra

Faixa etária: a partir dos 4 anos

Reproduzir vídeo

Turbulência

Faixa etária: a partir dos 7 anos

Reproduzir vídeo

História de Marias

Faixa etária: a partir dos 12 anos

Reproduzir vídeo

A menina invisível

Faixa etária: a partir dos 7 anos

Reproduzir vídeo

A fada e a sombra

Faixa etária: a partir dos 4 anos

Ficha Técnica

Produção: Cia Narrar Histórias Teatralizadas
Direção, captação e montagem: Marcos Sassá
Produção audiovisual: Shotfilmes

CURSO DE CAPACITAÇÃO BÁSICA NO COMBATE E PREVENÇÃO AO ABUSO SEXUAL INFANTIL PARA PROFESSORES DAS ESCOLAS

O Projeto Eu Tenho Voz na Rede promoverá para os professores, diretores e outros profissionais do corpo docente das escolas que receberão o projeto o Curso de Capacitação Básica no Combate e Prevenção ao Abuso Sexual Infantil. Esses profissionais serão designados pelas Secretarias de Educação e terão acesso ao curso na plataforma mediante inscrição prévia. O curso contém 10 horas/aula, abordando temas como métodos consensuais de soluções de conflitos, mediação escolar, justiça restaurativa, prevenção e combate à violência doméstica, e no final haverá um fórum de debates com profissionais especializados e magistrados. O curso será certificado pelo IPAM.

SE VOCÊ QUER LEVAR O PROJETO EU TENHO VOZ NA REDE PARA A SUA ESCOLA, CADASTRE-SE

Projeto Eu Tenho Voz

Colaboradores e Equipe Técnica

Juízes:
Ademir Modesto de Souza | Ana Carolina Miranda de Oliveira
Ana Maria Brugin | Camila de Jesus Mello Gonçalves
Erna Thecla Maria Hakvoort | Fernanda Yumi Furukawa Hata
Flavia Poyares Miranda | Laura Almeida | Marcelo Nalesso Salmaso
Maria Domitila Prado Manssur | Maria Paula Cassone Rossi
Maria Silvia Gomes Sterman | Mônica de Cassia Thomaz Perez Reis Lobo
Ricardo Felício Scaff | Rogerio de Toledo Pierri
Tania Mara Ahualli | Tatiane Moreira Lima | Valeria Ferioli Lagrasta
Vanessa Ribeiro Mateus | Vanessa Vaitekunas
Desembargadores:
Franco Cocuzza | Marcia Regina Dalla Dea Barone
Maria Olivia Pinto Esteves Alves
Juiza Substituta de 2º. Grau:
Hertha Helena Rollenberg Padilha de Olivera
Procuradora de Justiça:
Wanderleia Lenci
Procuradora do Estado:
Teresa Kodama
Advogada e Mediadora:
Eugenia Zarenczanski

Psicólogos:
Arlete Salgueiro Scodelario | Beatriz Dias Braga Lorencini
Claudio de Oliveira Filho | Dalka Chaves de Almeida Ferrari
Iara Barbaceia Gonçalves | Monica Haydee Galano
Educadoras:
Néjela Cristina P. Targhetta | Sara Xavier dos Santos
Assistente Social:
Ana Cristina Amaral Marcondes de Moura
Equipe Técnica:
Idealizadora e coordenadora:
Juíza Hertha Helena Rollemberg Padilha de Oliveira
Arte dos desenhos:
Carolina Helena Padilha Palermo
Design gráfico:
Marconi Martins
Administração:
Geralda Borges
Projeto e produção executiva:
Antonio Clementin e Geralda Borges